• Parada Literária

Noites das Mil e Uma Noites - Naguib Mahfouz

Atualizado: Fev 14

Romance

É noite nas arábias. O ar está abafado e há algo de estranho na atmosfera, como se o mundo estivesse esperando algo sobrenatural acontecer. O vento entra pela janela balançando a cortina e... de uma garrafa esquecida no chão escapa uma fumaça que vai tomando forma a sua frente e um ser extraordinário e ameaçador cresce diante dos seus olhos...


Definitivamente, encontrar uma criatura dessas no caminho não é uma coisa boa. Os moradores da pacata cidade do sultão Shahriar e sua esposa Scherazade sabem muito bem disso, em Noites das Mil e Uma Noites.


Naguib Mahfouz foi o primeiro escritor de língua árabe a ser laureado com o prêmio Nobel de Literatura em 1988. Nasceu no Egito em 1911 e teve uma vida intensa e vasta obra literária: mais de 30 romances e 350 contos. Participou da Revolução Egípcia de 1952 e publicou diversos romances e contos, trabalhou na imprensa e teve suas obras traduzidas para vários idiomas. Seus livros também foram adaptados para o cinema com grande sucesso de público no mundo árabe. Já foi comparado a Charles Dickens por retratar a miséria de forma vívida e crua em suas narrativas. Faleceu em 2006 na cidade do Cairo.


Como cheguei a este livro e seu autor? Eu não conhecia nenhum escritor egípcio, menos ainda um que fosse prêmio Nobel de Literatura. Há alguns anos atrás numa conversa com um amigo egípcio sobre livros, perguntei a ele se poderia me recomendar obras de escritores de seu país, e ele humildemente citou Naguib Mahfouz. É claro que eu não imaginava encontrar uma tradução em português, e qual não foi a minha surpresa? Em meio a tantos livros dele em Inglês (pois é, eu não sou fluente em árabe!) encontrei Noites das Mil e Uma Noites. Foi aí que mergulhei nessa história sem muito conhecimento do que encontrar e tive uma das mais gratas surpresas: o livro é FABULOSO!


Mahfouz é um magistral contador de histórias e este livro mostra muito bem sua habilidade. Ao adentrar suas páginas o leitor se depara com personagens já conhecidos: Aladim, Sindbab, e a famosa Scherazade.


A ação se desenrola numa cidade islâmica indeterminada, no período que remete à Idade Média. O destino dos personagens se entrecruzam segundo a tradição milenar das histórias contadas pela bela filha do vizir Dandan, num emaranhado de acontecimentos fantásticos.

Cronologicamente, o romance de Mahfouz começa onde termina a história de Scherazade. Daí a necessidade de um conhecimento prévio do que se trata, afinal, a obra clássica As Mil e Uma Noites.


“Esgotadas as histórias que a mantiveram viva durante três anos, Scherazade é finalmente julgada digna de clêmencia pelo sultão Shahriar. A vontade do soberano, pronunciada no alvorecer da última noite de narração, é que ela seja poupada do destino funesto de suas antecessoras (...)”

O nobel egípcio evoca todo o cenário, personagens, ambiente e paisagens árabes fazendo com que o leitor mergulhe nesse mundo fantástico, conduzindo-o por um labirinto e topando no caminho com seres mágicos: os gênios! É a deixa para expor a corrupção que se instalada em instituições políticas e contamina os habitantes, a inquietação social, e ainda expõe de maneira crua a ambição e a fraqueza do ser humano.


Entrar em contato com uma obra de literatura árabe através de Noites das Mil e Uma Noites foi uma experiência incrível e que ficará para sempre registrada na minha jornada de leitor.


Os tradutores são Georges Fayez Khouri, nascido em Alepo, na Síria – e Neuza Neif Nabhan, filha de imigrantes libaneses.


Se você tem domínio do Inglês e quer saber mais sobre Naguib Mahfouz, clique aqui.


Fonte: MAHFOUZ, Naguib. Noites das Mil e Uma Noites / Naguib Mahfouz; tradução Georges Fayez Khouri, Neuza Neif Nabhan. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

Título original: Layali alf lela.

10 visualizações0 comentário